Quanto a regência e ao uso da crase está correta segundo a norma padrão da língua portuguesa a frase?

Quanto a regência e ao uso da crase está correta?

Quanto à regência e ao uso da crase, está correta, segundo a norma-padrão da língua portuguesa, a frase: À partir de um grupo familiar, obtêm-se informações sobre os problemas de uma pessoa. Uma família cercada sob muito amor sempre proporciona à felicidade.
Em cache

Quanto à utilização?

Quanto a é uma locução prepositiva que termina com a preposição a. Dependendo do termo seguinte, poderá ocorrer ou não contração com esse termo, ou seja, poderá ocorrer ou não crase: Quanto a isso, nada sei. Quanto a esse assunto, nada sei.

Quando as carreiras tradicionais saturam se os futuros profissionais têm de recorrer a outras alternativas?

Quando as carreiras tradicionais se saturam, os futuros profissionais têm de recorrer a outras alternativas. A alternativa (B) está errada, pois, numa oração subordinada, deve-se dar preferência à próclise.

Qual a forma correta de usar a crase?

Regras de quando usar crase

  1. antes de palavras femininas;
  2. quando acompanham verbos que indicam destino (ir, voltar, vir);
  3. nas locuções adverbiais, prepositivas e conjuntivas;
  4. antes dos pronomes demonstrativos aquilo, aquela, aquele;
  5. antes da locução "à moda de" quando ela estiver subentendida;

Como usar a crase na língua portuguesa?

5 dicas simples sobre o uso da crase

  1. Apenas antes de palavras femininas. …
  2. Em expressões que indiquem hora. …
  3. Antes de locuções adverbiais femininas que expressam ideia de tempo, lugar e modo. …
  4. Não ocorre antes de palavra masculina (na maioria das vezes) …
  5. Casos em que a crase é opcional.

É possível desde que não se trate de ato praticado no exercício de competência exclusiva?

Na competência, é possível a convalidação dos atos que não sejam exclusivos de uma autoridade, quando não pode haver delegação ou avocação. Assim, desde que não se trate de matéria exclusiva, pode o superior ratificar o ato praticado por subordinado incompetente.

O que é crase na língua portuguesa exemplos?

A crase é o fenômeno da contração da preposição "a" com o artigo feminino "a" e com certos pronomes cuja letra inicial também é o "a". O fenômeno da crase é indicado ortograficamente através do uso do acento grave. Exemplos: Gosto de comida à mineira.

Como não errar no uso da crase?

Uma das formas mais eficientes para testar se uma frase exige ou não o uso da crase é substituir o substantivo feminino por um substantivo masculino. Se utilizando um substantivo masculino temos como resultado a contração “AO” (preposição + artigo), significa que a crase é necessária com o substantivo feminino.

Quais são as cinco principais regras de uso da crase?

A crase deve ser usada nos seguintes casos:

  • antes de palavras femininas;
  • na indicação de horas;
  • nas locuções adverbiais, prepositivas e conjuntivas femininas;
  • antes da expressão "à moda de", mesmo quando ela esteja subentendida.

O que é crase é um exemplo?

A crase é o fenômeno da contração da preposição "a" com o artigo feminino "a" e com certos pronomes cuja letra inicial também é o "a". O fenômeno da crase é indicado ortograficamente através do uso do acento grave. Exemplos: Gosto de comida à mineira.

Quais são os 5 princípios do Direito Administrativo?

A Administração Pública está subordinada aos princípios de Di- reito Administrativo e, em especial, aos princípios básicos instituídos no artigo 37, caput, da Constituição da República, a saber: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.

Quais são as situações em que segundo a lei a competência administrativa não pode ser delegada de um agente público a outro?

Art. 13. Não podem ser objeto de delegação: I – a edição de atos de caráter normativo; II – a decisão de recursos administrativos; III – as matérias de competência exclusiva do órgão ou autoridade.

Qual é a regra para o uso da crase?

Crase é a contração da preposição a com outro a, que pode ser artigo definido, pronome demonstrativo ou o a inicial dos pronomes aquela, aquele, aquilo. É indicada pelo acento grave. Como regra geral, só se usa crase antes de palavras femininas. A exceção são os pronomes demonstrativos aquele e aquilo.

O que é crase e como usar?

Na língua portuguesa, a crase indica a contração de duas vogais idênticas, mais precisamente, a junção da preposição “a” com o artigo feminino “a” e com o “a” do início de pronomes. Sempre que isso ocorrer, o fenômeno será indicado por intermédio do acento grave, também chamado de acento indicador de crase.

Qual é a principal regra da crase?

Como regra geral, só se usa crase antes de palavras femininas. A exceção são os pronomes demonstrativos aquele e aquilo.

Quais são as regras da crase?

Crase é a contração da preposição a com outro a, que pode ser artigo definido, pronome demonstrativo ou o a inicial dos pronomes aquela, aquele, aquilo. É indicada pelo acento grave. Como regra geral, só se usa crase antes de palavras femininas. A exceção são os pronomes demonstrativos aquele e aquilo.

Quais são as regras de crase?

Usamos crase nas locuções adverbiais, prepositivas e conjuntivas que contenham palavras femininas, como nos exemplos acima. São locuções adverbiais: à direita, à esquerda, às vezes, à tarde, à noite. São locuções prepositivas: à(s) custa(s) de, à exceção de, à mercê de, à proporção de, à volta de, às expensas de.

Quais são as 4 fontes do direito administrativo?

As principais fontes do Direito Administrativo são: Leis, Jurisprudência, Doutrina e Costumes.