Quanto custa fazer uma cirurgia para retirar o útero?

Qual o valor de uma cirurgia para retirada do útero?

Em geral, a histerectomia por vídeo é a mais cara, devido ao uso de tecnologia avançada, menos invasiva e deixa uma cicatriz menor. Pode chegar a R$18 mil. A histerectomia abdominal é mais barata e fica em torno de R$10 mil.

É possível tirar o útero pelo SUS?

As cirurgias para remoção de útero de transexuais começarão a ser feitas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no estado de São Paulo no fim de janeiro, de acordo com informações da Agência Brasil.

Qual a idade mínima para retirar o útero?

Não existe idade mínima para retirar o útero. A indicação depende da avaliação médica e geralmente é a última alternativa de tratamento para doenças graves. Mas o ginecologista pode considerar a faixa etária da paciente, uma vez que sem o útero, ela não conseguirá mais ter filhos.

Quais os riscos da cirurgia de retirada do útero?

Histerectomia – riscos e complicações

As principais complicações são hemorragia, infecção, complicações urinárias e intestinais. As mulheres com várias comorbidades associadas terão um maior risco de complicações durante e após a cirurgia, devendo ser tomadas as medidas preventivas pré-operatórias recomendadas.

Como é feita a cirurgia de retirada do útero pelo SUS?

A histerectomia, atualmente, devido aos avanços científicos, já pode ser realizada por via laparoscópica. No âmbito do SUS, ela é a segunda cirurgia mais realizada entre mulheres em idade reprodutiva, sendo superada apenas pela cesárea.

Como fica a barriga depois da retirada do útero?

A distenção abdominal (“barriga inchada”) pode ocorrer nos primeiros dias após a cirurgia. O intestino geralmente demora 12 a 24 horas a restabelecer o seu normal funcionamento, podendo acumular alguns gases. Com o início da hidratação, alimentação e a deambulação (andar) este tipo de sintomas diminui.

Quem retira o útero fica quantos dias no hospital?

Histerectomia vaginal: há corte na vagina, com tempo de internação de um a dois dias e de recuperação de duas a três semanas; Histerectomia laparoscópica: são feitos pequenos cortes no umbigo ou na vagina, com tempo de internação de um a dois dias e de recuperação de duas a três semanas.

Precisa pagar para tirar o útero?

Por ser um procedimento mais complexo, a cirurgia de retirada de útero pode pesar no bolso de quem não tem plano de saúde. Mas o que muitas pessoas não sabem é que dá para fazer o procedimento com valores acessíveis e que incluem todas as despesas: consultas, exames, equipe médica, e estadia no hospital.

Quem retira o útero tem vida normal?

Uma vez retirado o órgão, você vai parar de menstruar e não há mais a possibilidade de engravidar. A vida sexual pode ser retomada, normalmente, 60 dias após o procedimento. A perda do útero pode ou não afetar o prazer e diminuir a percepção física do orgasmo.

Quais os benefícios da retirada do útero?

É possível que a mulher passe a ter menos libido e sinta algum desconforto durante a relação sexual, pois há diminuição na lubrificação. No entanto, a cirurgia pode representar a descoberta da liberdade, melhorando a função sexual, pois não há mais a preocupação com gravidez ou menstruação.

Quem tira o útero tem que fazer preventivo?

Em mulheres com histerectomia total recomenda-se a coleta do esfregaço de fundo de saco vaginal histerectomia subtotal, rotina normal.

Quantos dias fica no hospital para retirada do útero?

Histerectomia vaginal: há corte na vagina, com tempo de internação de um a dois dias e de recuperação de duas a três semanas; Histerectomia laparoscópica: são feitos pequenos cortes no umbigo ou na vagina, com tempo de internação de um a dois dias e de recuperação de duas a três semanas.

O que acontece com o corpo depois da retirada do útero?

Nos primeiros dias depois da cirurgia, é normal, por exemplo, sentir cólicas abdominais. Neste caso, o especialista indicará medicamentos para ajudar a aliviar a dor. Pode ser que você tenha problemas para urinar e sangramento pela vagina por alguns dias.

Quantos dias fica no hospital depois da retirada do útero?

Como é feito o procedimento

A histerectomia pode ser feita via abdominal ou vaginal. A histerectomia abdominal total é realizada por uma grande incisão que o cirurgião faz no abdômen da paciente. A mulher fica internada no hospital por cerca de 5 dias e a recuperação dura cerca de 2 meses.

Como é feita a cirurgia de retirada de útero pelo SUS?

A histerectomia, atualmente, devido aos avanços científicos, já pode ser realizada por via laparoscópica. No âmbito do SUS, ela é a segunda cirurgia mais realizada entre mulheres em idade reprodutiva, sendo superada apenas pela cesárea.

Qual a vantagem de tirar o útero?

Se a doença não responde bem aos tratamentos clínicos existentes, a cirurgia de retirada do útero devolve a qualidade de vida a mulheres que sofrem há muito tempo com dores, sangramentos intensos e outros sintomas, além de poder ser a cura para cânceres locais, como câncer de útero e endométrio.

É saudável tirar o útero?

Quais as consequências da retirada do útero? Com a remoção do útero, o corpo da mulher sofre alterações que influenciam sua saúde física e mental. A recuperação cirúrgica leva em torno de oito semanas, mas o procedimento pode deixar sequelas por mais tempo.

Quem retirou o útero pode ter câncer de colo do útero?

A única condição que pode ser considerada uma exceção, para mulheres que realizaram histerectomia total, é quando a cirurgia foi realizada para retirada de câncer de útero ou de colo do útero. Nestes casos a realização de CPs periódicos tem o fim de avaliar a recorrência do câncer e deve ser mantida.