Quanto custa um Ford Focus 2020?

Qual o valor do Focus na tabela Fipe?

O preço FIPE do carro Ford Focus varia de R$ 12.271 até R$ 81.805, dependendo do ano e versão.

Qual foi o último ano de fabricação do Ford Focus?

Sobre o modelo

O Ford Focus saiu de linha no Brasil em 2019. No ano, ele era oferecido em seis versões: SE 1.6, SE Plus 1.6, SE 2.0, SE Plus 2.0, Titanium 2.0 e Titanium Plus 2.0. O motor 1.6 rende 135/131 cv e 16,7/16,2 kgfm com transmissão manual de cinco marchas.

Quanto custa um Ford Focus 0km?

Ford Focus 2019 – preços

Ford Focus SE Plus 1.6 2019: R$ 64.606. Ford Focus SE 2.0 AT 2019: R$ 69.478. Ford Focus SE 2.0 AT 2019 com SYNC 3: R$ 69.478. Ford Focus SE Plus 2.0 AT 2019: R$ 69.478.
Em cache

Qual o câmbio do Focus 2020?

A variante três volumes, inclusive, recebe as principais novidades da linha 2020. Ela passa a ser oferecida também na configuração de entrada S, equipada com motor 1.6 de 125 cv e câmbio manual de 5 marchas. Será posicionada abaixo do modelo SE 2.0, também disponível com transmissão mecânica.

Qual é a Fipe do Focus Titanium?

R$ 70.579

Preço FIPE R$ 70.579

Preço que representa a média de veículos no mercado nacional.

Qual o valor do Focus 2012 automático?

Preço FIPE R$ 36.350.

Porque o Ford Focus saiu de linha?

A explicação da decisão da fabricante se deve ao programa estratégico de eletrificação da marca e o anúncio veio em uma época turbulenta com vendas em baixa em todo o mercado europeu atrelada à produção reduzida em consequência da crise dos semicondutores que anda castigando o mercado global, incluindo o Brasil.

Quais são os principais defeitos do Ford Focus?

Segundo a proprietário do Ford Focus 2025 com defeito, o modelo começo a apresentar problemas após dois meses de uso, gerando trepidação em retomadas de marcha e baixa rotação. O carro também apresentava superaquecimento e desgaste da embreagem dupla.

Qual o consumo do Focus 2.0 automático?

Ford Focus Sedan 2019

Motorização 2.0
Tempo 0-100 (s) 9,7 N/D
Consumo cidade (km/l) 6,5 9,9
Consumo estrada (km/l) 8,6 13
Câmbio dupla embreagem man.sequ.com modo auto de 6 marchas

Quantos km o Ford Focus faz com 1 l de gasolina?

Consumo do Ford Focus

O consumo de combustível da versão 1.6 na cidade é de 10,8 km/l.

Quais anos o PowerShift dá problema?

Mais de dois anos após a retirada do produto de linha, o câmbio PowerShift da Ford, que equipa modelos como EcoSport, Fiesta e Focus comercializados entre 2013 e 2017, continua gerando enormes dores de cabeça em seus proprietários – e também para a marca.

Quando a Ford parou de fabricar PowerShift?

Nos carros de ano-modelo 2016, a Ford parou de usar o nome PowerShift e de descrever o câmbio como de dupla embreagem – uma para as marchas pares (2, 4 e 6) e outra para as ímpares (1, 3 e 5).

Qual o último ano de fabricação do Focus Titanium?

O Ford Focus saiu de linha no Brasil em 2019. No ano , ele era oferecido em seis versões: SE 1.6, SE Plus 1.6, SE 2.0, SE Plus 2.0, Titanium 2.0 e Titanium Plus 2.0.

Quanto o Focus Titanium faz por litro?

Consumo Focus Titanium 2.0 AT 2014 Gasolina: – Consumo Cidade/Urbano: 9,9 Km/Litro. – Consumo Estrada/Rodovia: 13 Km/Litro. Com um tanque de gasolina (55 litros) você pode rodar até: – Cidade/Urbano: 544,5 quilômetros.

Qual o valor do Focus 2014 automático?

Preço FIPE R$ 49.096

Preço que representa a média de veículos no mercado nacional.

Qual o valor de um focus 2013?

Focus sedan 2013: preço

VERSÃO PREÇO
Focus Sedan 1.6 Manual R$ 40.657,00
Focus Sedan Titanium 2.0 16V Automático R$ 48.754,00
Focus Sedan 2.0 16V R$ 43.896,00
Focus Sedan 2.0 16V Automático R$ 41.615,00

30 de jun. de 2022

Quais são os defeitos do Ford Focus?

Segundo a proprietário do Ford Focus 2025 com defeito, o modelo começo a apresentar problemas após dois meses de uso, gerando trepidação em retomadas de marcha e baixa rotação. O carro também apresentava superaquecimento e desgaste da embreagem dupla.

Por que a Ford quebrou?

"Continuidade do ambiente econômico desfavorável" e "pressão adicional causada pela pandemia" de covid-19. Essas foram as duas principais justificativas citadas pela Ford em sua decisão, anunciada na segunda-feira (11/01) por meio de um comunicado à imprensa, de encerrar a produção de veículos no Brasil.